Vídeo mostra mulher que matou filha a marretadas “possuída” falando língua estranha

Um vídeo que começou a circular nas redes sociais mostra Alessandra Fiuza Neves, dentro de uma viatura aparentemente possuída, em estado de surto. Ela foi presa acusada de ter matado a própria filha de 1 ano e 8 meses a marretadas e queimado o corpo em Goiânia.

Falando em línguas, palavras desconexas, a mulher que é formada em Educação Física aparentar não estar bem psicologicamente.

De acordo informações de pessoas que conheciam a Alessandra, ela parecia ser uma mãe amorosa. Além da criança assassinada, ela tinha outro filho de 12 anos. O garoto foi socorrido e levado para o Cais do Bairro Goiá.

Alessandra é formada em Educação Física e não apresentava ter problemas psicológicos, a extrema vaidade dela foi algo que sempre chamou a atenção dos amigos. Devido a isso ela usava remédio para emagrecimento constantemente, já que ela havia ganhado muito peso desde que teve a filha.

Após cometer o crime Alessandra tentou suicídio e foi encontrada desacordada, ela foi socorrida pela equipe de resgate dos Bombeiros, levada a uma unidade de saúde e depois a Polícia Civil a encaminhou à Central de Flagrantes, onde ela está presa.

Alessandra esta detida sob prisão preventiva, que foi solicitado pelo promotor de Justiça Sebastião Marcos Martins, e acatado em audiência de custódia realizada nesta sexta-feira (22), pelo juiz Eduardo Pio Mascarenhas que decidiu em manter a sua prisão.

Veja o vídeo:

Fonte: Blog Cleuber Carlos




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.