Vereador indiciado por assédio faz acordo e encerra caso

O vereador João de Jesus (PR), indiciado por assédio sexual contra um adolescente de 13 anos, fez um acordo com a justiça para que o caso fosse encerrado. Em audiência que ocorreu na quinta-feira (11), o vereador aceitou uma proposta do Ministério Público para pagar três mil reais ao conselho de comunidade da cidade de Aurilândia. O depósito deve ser feito até cinco de agosto. O advogado do vereador, Rafael Borges, disse ao portal G1 Goiás que o resultado está dentro do esperado. Em fevereiro deste ano, o parlamentar foi indiciado pela Polícia Civil por assédio sexual. A polícia apurou que João de Jesus enviou, por dez dias, mensagens de cunho sexual à vítima. O inquérito foi concluído com base no Estatuto da Criança e do Adolescente. O MP, porém, diz que o garoto de 13 anos não é contemplado pela lei do ECA por ser adolescente.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.