Traficante Marcelo Piloto é expulso do Paraguai

Marcelo Piloto cometeu um assassinato na cadeia para evitar extradição ao Brasil

O narcotraficante brasileiro Marcelo Pinheiro Veiga, conhecido como “Marcelo Piloto”, foi expulso do país inesperadamente esta manhã para ser entregue à justiça brasileira, onde aguarda 15 anos de prisão. O vôo partiu do Grupo Air Tactical da Força Aérea Paraguaia em Luque, às 05:05 de hoje, com o traficante de drogas que é procurado pela justiça do Brasil em função de uma sentença de 26 anos de prisão.

“Ele partiu para o Aerotactic Group, em uma operação com os militares (…) Em uma aeronave paraguaia, muito furtivamente”, confirmou Fernando Gallardo, administrador do aeroporto Silvio Pettirossi.

Expulsão em operação secreta

Uma delegação de três barcos de patrulha das Forças Operacionais Especiais de Polícia (FOPE) deixou o Grupo Especializado logo após as 4:00, informou Ariel Espinosa, jornalista da ABC Color. O ministro do Interior, Juan Ernesto Villamayor, evitou dar muitas declarações sobre o assunto, mas disse à ABC Cardinal que “a Associação Especializada não está preparada” para esse tipo de prisioneiro no Paraguai.

No sábado, “Piloto” cometeu um assassinato dentro de sua cela quando recebeu uma jovem prostituta de 18 anos de idade em visita íntima. O motivo do cruel assassinado seria para tentar sua extradição para o Brasil.

O presidente do Paraguai, Mario Benitez, se manifestou pelas redes sociais sobre a expulsão no traficante brasileiro Marcelo Piloto:

Mario Abdo Benitez, presidente da República, pronunciou-se via redes sociais sobre a expulsão de #marcelopiloto.

“que o nosso país não seja terra de impunidade para ninguém”, manifestou.

 

Fonte: ABC Color




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.