Trabalhadores da fábrica Moto Honda gritam “Lula preso” para Haddad em Manaus

O ex-candidato a presidência da República, Fernando Haddad (PT), derrotado nas eleições do ano passado, chegou em Manaus com “Caravana Lula Livre” na manhã desta quinta-feira(23), para cumprir a agenda da comitiva.

No entanto, em um dos primeiros compromisso da manhã de hoje que foi visita a fábrica Moto Honda, no Distrito Industrial de Manaus, o petista encontrou resistência e ouviu de alguns trabalhadores gritos de “Lula preso”, em referência ao ex-presidente Lula, que está detido desde 7 de abril de 2018 na sede da Polícia Federal em Curitiba. A informação é do Portal A Crítica.

Haddad também criticou o presidente Jair Bolsonaro (PSL), e classificou sua gestão como retrocesso. “Nossa bancada está no Congresso atuando para impedir todos retrocessos do governo Bolsonaro”, disse.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.