Terrorismo no Egito: mais de 180 mortos em mesquita

O atentado deixou também centenas de feridos

O massacre aconteceu no vilarejo de Bir al-Abed, a oeste de Al-Arish, a capital da província do Sinai do Norte.

Os criminosos explodiram uma bomba antes de abrirem fogo contra as pessoas na mesquita, entre elas membros do exército.

A presidência decretou três dias de luto nacional.

Desde 2013 e a destituição pelas Forças Armadas do presidente islamita Mohamed Mursi, grupos jihadistas, incluindo o braço egípcio do Estado Islâmico (EI), atacam regularmente as forças de segurança egípcias no Sinai do Norte.

Muitos policiais e soldados, bem como civis, já morreram nesses ataques.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.