Temer está preso em sala improvisada e, abatido, não quis jantar

Os policiais federais da Superintendência da Polícia Federal do Rio, na Praça Mauá, tiveram que improvisar uma sala para acomodar o ex-presidente Michel Temer, que teve mandado de prisão preventiva cumprido nesta quinta-feira (21). Eles foram surpreendidos com a decisão do juiz Marcelo Bretas,  da 7ª Vara Federal Criminal d o Rio de Janeiro, que determinou que seria ali que Temer ficaria.

De acordo com o G1, Temer está em uma sala do terceiro andar, que era ocupada pelo corregedor-geral da PF do Rio. O local tem banheiro privativo, ar-condicionado e frigobar. Por conta do ex-presidente, uma cama foi colocada na sala.

Quando os policiais ofereceram comida a Temer, o ex-presidente recusou e disse estar sem fome. Segundo o jornal “O Globo”, ele estava bastante abatido.

O jornal apurou que Temer ainda não prestou depoimento. O diretor da Polícia Federal no Rio, Ricardo Saadi, explicou que o ex-presidente será ouvido em outro momento.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.