STF suspende ação penal contra Garotinho sobre compra de votos

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, concedeu, na noite dessa segunda-feira (16), habeas corpus suspendendo o julgamento da ação penal do ex-governador do Rio Anthony Garotinho, no caso da operação Chequinho.

Com a liminar, o julgamento do caso no Tribunal Regional Eleitoral fica suspenso, até que o mérito do recurso seja analisado no Supremo. “Defiro a liminar, apenas e tão somente para suspender, por ora, o julgamento do recurso de apelação na Ação Penal 34-70, em trâmite no TRE/RJ, até a deliberação final deste writ”, decidiu o ministro.

A Operação Chequinho, iniciada em 19 de outubro de 2016, investiga o uso eleitoral do Programa Cheque Cidadão. De acordo com a Polícia Federal, o ex-governador liderou um esquema de compra de votos por meio do programa social da cidade de Campos dos Goytacazes, nas eleições municipais de outubro de 2016. Garotinho era secretário de Governo na administração da esposa, Rosinha Garotinho, prefeita do município.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.