Servidor é exonerado após impedir que pai acompanhasse parto da esposa

Um servidor foi exonerado após agredir com socos e impedir que um marido acompanhasse o parto da esposa no Pronto Socorro Municipal (PSM) de Santarém, no oeste do Pará. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), o homem foi exonerado das funções exercidas na unidade hospitalar nesta segunda-feira (6).

O G1 informa que o caso aconteceu na manhã do dia 4 de novembro. Ronei Araújo estava acompanhando a esposa no PSM, mas os servidores não permitiram o acesso do acompanhante.

Testemunhas contaram que Ronei argumentou que a esposa tinha direito de ter um acompanhante. A Lei Nº 11.108/2005 garante que as gestantes tenham um acompanhante.

O marido começou a registrar a situação em vídeo e um porteiro do PSM o agrediu com socos. Ronei teve o nariz quebrado.

A Polícia Militar foi acionada e Ronei tentou registrar o caso na 16ª Seccional de Polícia Civil.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.