Sargenta morta em queda de helicóptero da Globo foi chamada para a atividade ontem

A sargento da Aeronáutica Lia Maria Abreu de Souza, de 34 anos, que trabalhava como controladora do Globocop, que caiu nesta terça-feira (23), na praia do Pina, no Recife, havia sido convidada para a tarefa no dia anterior. “Eu falei com ela ontem a noite e à convidei”, contou o comandante Wagner Monteiro, um dos sócios da Heliase, dona da aeronave.

Monteiro informou à ‘Rádio Jornal’ que é praxe convidar controladores de voo para participar das operações. “Sempre que fazemos esse tipo de voo para o jornalismo, é solicitado que a gente sobrevoe certas áreas. Sempre existe uma forma de diálogo com os órgãos de controle e nós temos convidado o controle para atender à televisão e à segurança aérea”, explicou.

Ainda de acordo com o dono da Heliase, o helicóptero passou por revisão há uma semana. “Eu particularmente voei o dia inteiro nesse helicóptero ontem. Fiz o Bom Dia Pernambuco, fiz o NETV 1ª edição. Estava tudo em dia”, afirmou. “É lamentável que isso aconteça. A gente tem que saber o que aconteceu. Helicóptero não é feito para cair”, lamentou.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.