Racismo no parlamento! Presidente da Câmara Municipal de Goiânia é chamado de macaco

Investigação foi aberta para identificar as pessoas na galeria que ofenderam o vereador Romário Policarpo

Em solidariedade a Romário Policarpo (PROS), os vereadores decidiram suspender a sessão legislativa desta quinta-feira (14/2) após manifestações de racismo contra o presidente da Câmara de Goiânia feitas por um grupo de motoristas de aplicativo de transporte que ocupava as galerias da Casa.

Com o apoio dos vereadores, a mesa diretora vai solicitar as imagens da TV Câmara para identificar os agressores. A injúria e a discriminação raciais são crime. “Eu já fui vítima de discriminação por ser negro muitas vezes. O que mais preocupa neste momento é o que está acontecendo nas ruas. Se fazem isso com o presidente de um Poder, imagine o que estão fazendo com os jovens negros de nossas periferias”, disse o presidente da Câmara.

O presidente da Câmara Municipal de Goiânia disse que tomará providências. “Racismo é crime. Vamos apurar isso. Suspendi a sessão, solicitei que a segurança recolha as imagens das galerias e peço que a imprensa, caso tenha a imagem das pessoas que imitaram um macaco quando eu desci, que também nos ajude nessa apuração que eu irei punir criminalmente essa pessoa”, afirmou Policarpo.

Vereador é chamado de macaco na Câmara Municipal de Goiânia. Foto: Diomício Gomes

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.