Que Deus é esse? Papa Francisco diz que Deus faz uma pessoa nascer gay. Como assim?

Jornal El País diz que o Papa Francisco afirmou que Deus faz uma pessoa gay e a ama desta forma

O Papa Francisco, líder maior da Igreja Católica Apostólica Romana, estaria cometendo uma heresia quando diz que Deus faz as pessoas nascerem gays? Segundo divulgou o jornal espanhol El País, o Papa Francisco disse isso a um chileno gay que foi abusado por um padre pedófilo. A grande polêmica sobre o assunto é uma só: quer dizer que Deus faz uma pessoa imperfeita? Sim, porque o homossexualismo é combatido na Bíblia sagrada como um grave pecado. Deus faz uma pessoa nascer gay, portanto uma pessoa errada segundo o ponto de vista do próprio Deus de acordo com a Bíblia, que é a sua palavra infalível? Ou seria o Papa Francisco que está equivocado? O Papa Francisco realmente disse isso tudo?

O chileno Juan Carlos Cruz, abusado sexualmente por um padre pedófilo, contou que falou em particular com o Papa Francisco, que lhe disse “”Juan Carlos, que você é gay não importa. Deus te fez assim e te ama assim, e eu não me importo. O Papa te ama assim. Você precisa estar feliz com quem você é”. A informação foi divulgada pelo jornal espanhol El País.

Este é considerado o comentário sobre homossexualidade mais progressista já proferido pelo líder da Igreja Católica Romana, já que para os católicos a relação sexual entre pessoas do mesmo sexo e todo sexo fora do casamento heterossexual é um pecado.

O padre Fernando Karadima, que abusou de Juan e foi considerado culpado pelo Vaticano, está com 87 anos.

De acordo com o chileno, a questão sobre sua sexualidade surgiu depois que bispos do país tentaram descrevê-lo como um pervertido, dizendo que ele estava mentindo sobre o abuso.

Através da afirmação, o Pontífice sugere não acreditar que as pessoas escolham ser homossexuais e sim que há uma orientação sexual concebida e concedida por Deus. Lembrando que Francisco já serviu como diretor espiritual de gays em Buenos Aires, na Argentina.

“Porém, isso não representa uma mudança nos ensinamentos da Igreja”, explica Austen Ivereigh, autor de uma biografia do Papa, já que o catolicismo nunca se pronunciou formalmente sobre o porquê de os indivíduos serem gays.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.