Piloto de acidente envolvendo Boechat tinha mais de 20 anos de experiência

Além do jornalista Ricardo Boechat, a queda do helicóptero nas proximidades do Rodoanel também vitimou o piloto Ronaldo Quattrucci, de 56 anos. Ronaldo comandava a empresa RQ Serviços Aéreos Especializados Ltda, que contava com três aeronaves na frota. Uma delas era o modelo Bell Jet Ranger, envolvido no acidente. Ele tinha mais de vinte anos de experiência no setor.Amigos e colegas do profissional deixaram mensagens carinhosas nas redes sociais para o piloto. “Ele me ajudou muito”, escreveu um. “Admiro muito seu caráter, sua pessoa, seu esforço para dar tudo de melhor pra sua família. Falando em família, fica tranquilo que eu vou cuidar dela como se fosse minha, você vai fazer falta”, declarou outro.

De acordo com nota da Associação Brasileira de Pilotos de Helicóptero (Abraphe), “o piloto no comando da operação seguiu à risca as doutrinas de segurança até o último momento, na tentativa de preservar a vida da tripulação a bordo do helicóptero”.

O irmão de Ronaldo, Rogério Quattrucci, morreu em 1998, aos 37 anos, também após um acidente aéreo. O helicóptero que ele pilotava bateu em um morro em Santana de Parnaíba.

Fonte: VEJA



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.