PF faz buscas na casa do ex-governador, o petista Pimentel

Desdobramento da Operação Acrônimo, a Polícia Federal deflagrou hoje (12), a Operação Monograma, que investiga o ex-governador de Minas Gerais, o petista Fernando Pimentel.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão no apartamento de Pimentel, em Belo Horizonte, e em outro endereço ligado a ele.

A polícia investiga os crimes de falsidade ideológica e lavagem de dinheiro que teriam movimentado R$ 3 milhões, que também envolveria uma empresa brasileira no Uruguai.

“Possíveis delitos eleitorais, nos quais empresas de consultoria, mediante a simulação de prestação de serviços, teriam sido usadas para o recebimento de vantagens ilícitas em montante superior a R$ 3 milhões”, segundo informações da Polícia Federal.

No último mês, o Ministério Público de Minas Gerais já havia pedido a prisão de Pimentel, além da cobrança de indenização no valor R$ 5 milhões após o petista omitir R$ 1,4 milhão na prestação de contas das eleições de 2010. Pimentel é acusado de falsidade ideológica para fins eleitorais.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.