Pastora que auxiliou Bolsonaro no combate ao “kit gay” é confirmada para o Ministério da Família

A pastora e advogada Damares Alves foi confirmada na chefia do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. O anúncio foi feito pelo ministro extraordinário e coordenador da equipe de transição do governo, Onyx Lorenzoni, na tarde desta quinta-feira, 6. A pasta, ainda segundo o ministro, deve ficar responsável pela Fundação Nacional do Índio (Funai).

Damares foi a pessoas que auxiliou Bolsonaro no combate ao “Kit Gay” na época em que Fernando Haddad era Ministro da Educação. Veja um trecho da entrevista dela a respeito:

“O Kit Gay existe ou existiu? 

Sim!

O Kit Gay chegou nas escolas?

Sim e não.

Gente, o kit que estava sendo preparado naqueles dias e que as frentes parlamentares evangélica e católica descobriram, de fato, não chegou às escolas. Era um kit composto de cartilhas, cartazes e filmes que faziam parte do Programa Escola Sem Homofobia. Ele custou três milhões de reais. Entre os filmes que estavam no kit cito “Encontrando Bianca” e “Torpedo“. Ambos estão no YouTube.

Aquele kit – que foi apelidado de Kit Gay pela imprensa – só não chegou às escolas porque os filmes vazaram e nós, que participamos dos movimentos em defesa da infância, em parceria com os parlamentares pró família, fizemos pressão junto ao MEC.

Fonte: Portal do Amazonas




2 thoughts on “Pastora que auxiliou Bolsonaro no combate ao “kit gay” é confirmada para o Ministério da Família

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.