Pastor acusado de matar pastora a facadas enfrenta júri popular em Guapó

O pastor Alexandre de Souza e Silva, de 48 anos, acusado de matar a pastora Ailsa Regina Navarro Gonzaga está passando por júri popular na tarde desta sexta-feira (17). A sessão acontece no Fórum de Guapó, que fica na Região Metropolitana de Goiânia. O crime aconteceu em novembro de 2017. Segundo denúncia do Ministério Público, o religioso não aceitava o fim do relacionamento com a mulher. Já a defesa do acusado alega legítima defesa. Por esse motivo ele teria esfaqueado a vítima e abandonado o corpo em uma mata de Aragoiânia. O julgamento é presidido pela juíza Rita de Cássia Rocha Costa e deve terminar ainda nessa tarde.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.