Operação integrada fiscaliza estabelecimentos de risco próximos a escolas de Goiânia

As equipes da Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai), em conjunto com policiais do Batalhão de Polícia Militar Escolar (BPMESC), bombeiros militares do setor de vistorias, agentes do Juizado da Infância e Juventude, agentes da vigilância sanitária e da Secretaria de Planejamento de Goiânia (SEPLAN), iniciaram, na última semana, a segunda etapa de atuação nos perímetros das escolas públicas localizadas em regiões com maiores índices criminais na capital.

A atuação conjunta visa identificar locais – como bares, distribuidoras, pontos de tráfico de drogas e prostituição – que estejam elevando os riscos à segurança dos alunos, pais e professores da rede de ensino da capital.

Foram identificadas 20 escolas na região metropolitana, nas quais as equipes já promoveram palestras de orientação, fortalecimento do vínculo com os professores e alunos, aquisições de informações e denúncias que culminaram em ações pontuais em locais nas proximidades.

Na execução, além dos levantamentos que subsidiarão futuras incursões cautelares, são realizadas desde abordagens às pessoas até a interdição da atividade comercial nos casos constatados pelos órgãos de fiscalização.

As ações integradas serão desenvolvidas durante todo o mês de junho, que antecede as férias escolares, em toda a região metropolitana de Goiânia. As informações são da Polícia Civil.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.