“Open Xeca”: Polícia impede festa que prometia rodízio de mulheres em Goiás

A Polícia Militar (PM) de Águas Lindas de Goiás impediu que uma festa que prometia rodízio de mulheres em uma casa de prostituição acontecesse, fechando o local antes da chegada do público. De acordo com a Polícia Civil (PC), o dono do estabelecimento foi preso suspeito de exploração sexual.

A festa, intitulada “Open Xeca”, estava agendada para a noite de terça-feira (05). A delegada Ana Cristina Hasegawa, que deve investigar o caso, contou que 12 mulheres estariam disponíveis para fazer sexo com 50 homens. Cada convidado pagou R$ 300 pelo ingresso.

Ainda de acordo com Hasegawa, o panfleto de divulgação da festa estava circulando livremente por redes sociais. A PC não encontrou menores no grupo de mulheres ou pessoas em situação de escravidão sexual. Com informações do G1.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.