Nova perícia é feita no Rio Meia Ponte para apurar morte de funcionário da Saneago

A Polícia Técnico Cientifica de Goiânia fez nesta quarta-feira (22) mais uma pericia no Rio Meia Ponte, onde há pouco mais de um mês o funcionário da Saneago Flávio Leonel Moraes, morreu afogado. Segundo o delegado da Polícia Civil (PC) responsável pelo caso, Wellington Ferreira, esta pericia vai ajudar a identificar a materialidade do crime. Além disso, irá apontar o grau de responsabilidade dos responsáveis por garantir a segurança do trabalho dentro da Saneago na morte do funcionário que estava sem equipamento de segurança. A falta do colete salva vidas fez com que o caso deixasse de ser tratado como acidente de trabalho para ser investigado como homicídio culposo, que é quando não há intenção de matar. A polícia aguarda a conclusão do laudo pericial, que deve acontecer em 20 dias, para concluir o inquérito. O acidente aconteceu no fim da manhã do dia 11 de abril. Segundo o Corpo de Bombeiros, Flávio estava com dois colegas em um barco a remo, fazendo a medição do nível do Meia Ponte. Eles foram arrastados em direção à barreira do rio. Os dois homens conseguiram se salvar. Já Flávio, ficou desaparecido por quase dois dias até ser encontrado morto no fundo da água.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.