Passada a ira, no entanto, Neymar confortou os companheiros de time. E também o técnico Thomas Tuchel, em quem deu um longo abraço. O brasileiro não pode ajudar em campo, já que ainda se recupera de lesão no pé direito – ele esteve no estádio depois de passar o carnaval no Brasil.

Além de Tuchel, Neymar também conversou por vários minutos com o francês Paul Pogba, outro que apenas assistiu ao duelo das arquibancadas. O meio-campista confortou ainda outros conhecidos do PSG, seu ex-colegas de Juventus Gianluigi Buffon e Daniel Alves.

Depois da partida, no Instagram, Neymar havia escrito, sobre o pênalti que deu a vitória ao United, marcado apenas com o auxílio do árbitro de vídeo: “Isso é uma vergonha!! Ainda colocam 4 caras que não entendem de futebol pra ficar olhando lance em câmera lenta… Isso não existe!!! Como o cara vai colocar a mão de costas? Ah vá pra pqp”.

Fonte: ESPN