Música autoral. Pela volta da Vila Operária

Cantores, compositores e instrumentistas Itamar Correia Viana Filho, Renato Castelo, Anto­nio Siqueira e João Garoto, ícones da MPB [GO], subirão ao palco no  Casablanca Seis e Meia

Renato Dias

A ‘Vila Operária’ é a nova cena musical de Goiânia. Com uma extensa programação para o mês de julho de 2019. Às terças e quartas-feiras, 18h30. Mais: sábado, a partir de 20h. Domingo, 17h. O idealizador do projeto multifacetado, inventivo e da vanguarda estética é o cantor e compositor Itamar Correia. Um andarilho. Com 50 anos de estradas. Ìcone dos cancioneiros de protesto. Autor do cultuado ‘Araguaia Meu Brasil’. O point é o Empório, Cantina e Restaurante Casablanca, informa com exclusividade o artista. O programa é o ‘Casablanca Seis e Meia’, diz.

Originalidade

Além de Itamar Correia, os cantores, compositores e instrumentistas Renato Castelo, Antonio Siqueira e João Garoto subirão ao palco. O que há de original, criativo e autoral da música po­pu­lar brasileira feita em Goiás e em Goiânia com vocação universal, pontua o organi­za­­dor. Renato Castelo e Antonio Siqueira são autores do memorável e histórico sam­ba das ter­ras Goyazes intitulado ‘Vila Operária’.  A estratégia é dar visibilidade para as produções e cria­ções originais locais e fazer uma campanha para que a Vila Operária volte a se chamar Vila Operária.

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.