Mulheres só podem atender João de Deus se estiverem acompanhadas

Sob risco de morte súbita, em decorrência de um aneurisma na aorta, de acordo com laudo apresentado por sua defesa, o médium João de Deus foi transferido do Núcleo de Custódia, em Aparecida de Goiânia, para o Instituto Neurológico de Goiânia, na capital do Estado, na última sexta-feira (22).

Na unidade de saúde, o médium, que está preso acusado de crimes sexuais, só pode ser atendido por profissionais mulheres se elas estiverem acompanhadas. O objetivo é “evitar qualquer tipo de constrangimento”.

O hospital informou, por meio de assessoria, que a recomendação foi feita pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) e pela defesa de João de Deus. Mas a versão foi contestada tanto pela SSP quanto pelos advogados do médium, que negam ter feito o pedido.

De acordo com a TV Anhanguera, filiada da Rede Globo em Goiás, João de Deus está no quarto 407, que é isolado e tem 20 metros quadrados. O espaço conta com antessala, televisão, frigobar, banheiro privativo e aparelho de ar-condicionado.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.