Mulher é presa por comandar boca de fumo

Em seu horário de folga, um soldado da Polícia Militar percebeu uma estranha movimentação em uma residência localizada no Bairro Floresta. Ciente de que o local já tinha sido apontado como sendo uma boca de fumo, o policial utilizou do tirocínio próprio dos militares, solicitando apoio para averiguar melhor a situação.

Ao realizarem o adentramento, a equipe de policiais militares encontrou Jeane Clécia Alves, 33, que confessou que confessou ser a dona das drogas. Com ela foram apreendidas várias porções de maconha já embaladas para a comercialização, além de uma balança de precisão.

Jeane é esposa de Darlon, que foi preso ontem suspeito de ter efetuado vários roubos na região onde ela agora foi pega traficando. Junto com as porções de droga e a balança de precisão a mulher foi encaminhada para a Central de Flagrantes.

Elas

Consideradas vulneráveis principalmente em razão de sua compleição física, que inspira delicadeza e esbanja sensibilidade, as mulheres têm ingressado no mundo do crime com uma frequência assustadora, atuando enquanto verdadeiras bandidas e transgressoras da lei, despindo-se da própria feminilidade e invadindo um cenário de tristes contornos, que abrangem desde o tráfico de drogas até a corrupção. Para a PM, isso comprova que os tempos modernos foram, de fato, cruéis e avassaladores também para ela, que, seja por vaidade ou por pura curiosidade, estampam com uma frequência cada vez maior os noticiários policiais, ocupando lugar de destaque também na galeria do crime.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.