Morre a 24ª vítima do desabamento na Muzema

A família de Adilma Rodrigues, de 35 anos, uma das vítimas dos desabamentos ocorridos na Muzema, confirmou, na manhã desta segunda-feira (22), que ela morreu. Com isso, chega a 24 o número de vítimas provocadas pela queda dos prédios.

Pouco depois das 11h desta segunda, a assessoria de imprensa do Hospital Unimed Rio, onde Adilma estava internada, divulgou nota também confirmando a morte da vítima. De acordo com a unidade, Adilma deu entrada com quadro de politraumatismo, apresentando sepse – inflamações por todo o corpo –, complicada com alteração sanguínea e disfunção hepática.

Na noite de domingo (21), ela teve síndrome de desconforto respiratório e insuficiência respiratória, morrendo às 4h40 desta segunda.

Os dois prédios da Muzema, comunidade localizada no Itanhangá, Zona Oeste do Rio, desabaram na manhã do último dia 12 – quatro dias depois que a chuva mais intensa dos últimos 22 anos atingiu vários pontos da cidade e provocou a morte de 10 pessoas. Cada um dos edifícios tinha cinco andares.

Segundo a Prefeitura do Rio, os imóveis eram construções são irregulares e chegaram a ser interditados duas vezes nos últimos meses. Os bombeiros encerraram a buscas por sobreviventes neste domingo. O local é controlado por milicianos.

Dois feridos no desabamento ainda permanecem internados: Paloma Paes Leme, de 44 anos, e seu filho caçula, Rafael, de quatro.

Adilma era casada com o pastor Cláudio Rodrigues – primeira vítima fatal do desabamento, ele foi enterrado no último dia 14 – e mãe de Clara, de 10 anos, agora órfã. Com informações do G1.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.