Michelle Bolsonaro recebe novos funcionários com deficiência da Caixa

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, participou, nesta segunda-feira (15/7), da recepção a novos funcionários com deficiência da Caixa Econômica Federal. A cerimônia aconteceu na Universidade Caixa, centro de formação do banco, e contou com a presença de 174 aprovados no concurso público de 2014 com algum tipo de limitação física.

A Caixa anunciou que pretende reforçar seu quadro com um total de 2 mil novos empregados até o fim do ano, a maior parte formada por pessoas com deficiência. Com a medida, o banco busca atender a Lei de Cotas (lei n° 8.213/1991), segundo a qual empresas com 100 ou mais colaboradores devem preencher de 2% a 5% dos cargos com pessoas com deficiência (PcDs). Até as novas contratações, a Caixa contava com apenas 1,6% de funcionários com deficiência.

Michelle ressaltou a importância de se cumprir a lei, mas defendeu uma nova cultura organizacional, independentemente da legislação. “É importante que as empresas não tenham como objetivo apenas alcançar a porcentagem exigida pela lei, mas sim que busquem gerar mudanças na cultura da organização, a fim de trazer naturalidade na convivência entre seus trabalhadores”, disse a primeira-dama. “O grande desafio para a inclusão está na mudança dos olhares. Na aceitação do próximo como profissional, e não como deficiente.”

“Dívida”

“A Caixa era o único banco que não cumpria a regulamentação de empregar 5% das pessoas com deficiência. Era uma vergonha”, afirmou o presidente do banco, Pedro Guimarães. “Não estamos trazendo pessoas por causa dos 5%, essa contratação é uma questão social e meritocrática, pois a Caixa precisa de inclusão e porque temos essa dívida com vocês (PcDs)”, completou.

Esta é a maior contratação de PcDs na história do banco. Os novos empregados assinaram contratos de trabalho na última sexta-feira (12/7). Entre os 174 contratados, 62,07% possuem alguma deficiência motora; 28,16% têm deficiência visual; e 8,62% e 1,15%, deficiência auditiva e múltipla, respectivamente. A unidade do DF recebeu seis PcDs, e a de Goiás, 15. As unidades de federação que tiveram as maiores contratações em seus quadros foram Bahia (22) e Mato Grosso (16).

Os novos empregados iniciarão o trabalho nas agências após a semana de capacitação inicial, que os prepara para as atividades básicas de atendimento ao cliente. Todas as regiões foram contempladas com novas contratações, com prioridade para as cidades do interior.

Fonte: Correio Braziliense




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.