Menino afegão que viralizou ao improvisar camisa de Messi vira alvo do Talibã

Há três anos, a foto do pequeno Murtaza Ahmadi viralizou nas redes sociais. O menino afegão de apenas 7 anos foi fotografado usando uma sacola plástica como camisa de futebol, e com o nome do craque Lionel Messi nas costas. A imagem percorreu o mundo e fez com o que menino ganhasse duas camisas autografadas e se encontrasse com o jogador argentino. Agora, no entanto, ele está sendo ameaçado pelo grupo terrorista Talibã. As informações são da CNN.

Os problemas do menino e de sua família começaram quando ele foi visitar Messi no Catar. Durante essa visita, o Talibã invadiu a cidade de Jaghori, no Afeganistão, onde o menino foi criado. “O Talibã matou nossos familiares e estavam procurando nas casas. Eles paravam carros e matavam os passageiros”, afirmou o menino ao canal de televisão americano. “O Talibã não nos permite jogar futebol ou mesmo sair de casa”, completou Ahmadi.

Segundo a mãe do menino, ele virou alvo de ameaças de grupos terroristas por conta de sua fama. “Não só o Talibã, mas outros grupos também. Eles começaram a achar que o Messi teria dado dinheiro para a gente. Nós paramos de mandá-lo para a escola e estamos sendo ameaçados o tempo todo”, disse Shafiqa.

A família de Ahmadi fugiu por pela cidade de Bamyan até chegar na capital afegã, Cabul, onde eles estão vivendo com outros refugiados. Apesar disso, eles afirma que não se sentem seguros e que outros podem querer sequestrar o menino.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.