Médico boliviano é preso em RO suspeito de estuprar 12 pacientes

Doze pacientes do médico boliviano Roberth Mendoza Guzman, de 48 anos, podem ter sido estupradas por ele durante as consultas, no vilarejo de Mariana, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. O suspeito foi preso neste sábado (19), em Guarajá-Mirim (RO), a 330 quilômetros de Porto Velho. As vítimas, com idades entre 15 e 30 anos, eram sedadas com a ajuda de um farmacêutico, que está foragido.

De acordo com o G1, o cirurgião, detido por agentes da unidade especializada de fronteira e por policiais militares do Patrulhamento Tático Móvel (Patamo), de Rondônia, era procurado pela polícia nacional boliviana desde o ano passado. A reportagem tentou contatar o advogado de defesa de Roberth, mas, até o momento, não obteve resposta.

Roberth foi levado para a Delegacia da Polícia Federal de Guarajá-Mirim. Ele foi acompanhado por agentes bolivianos até Guayaramerín, na Bolívia, onde deve permanecer à disposição da Justiça do país vizinho.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.