Mãe é presa por ajudar namorado a abusar de filha de 6 anos em Goiás

Uma mulher de 31 anos foi presa no município de Catalão, em Goiás, sob suspeita de ter feito sexo com o namorado em frente à filha de 6 anos e depois ajudado o homem a abusar da menina. Segundo a Polícia Civil, a mãe também enviava ao companheiro fotos das partes íntimas da criança. Ele também foi detido.

A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) teve conhecimento do crime na quarta-feira (19). No entanto, constatou que os abusos ocorriam há alguns meses.

Como conta o ‘G1’, na terça-feira (18), a mulher teria ido com a criança para a casa do namorado, no Residencial Maria Amélia. Lá, o casal teve relações sexuais em frente à menina e, na sequência, os três foram para o banho juntos. A mãe teria saído do banheiro e deixado a menina sozinha com o namorado. Segundo a polícia, ele teria obrigado a garota a fazer sexo oral nele.

A menina pediu ajuda à irmã, de 17 anos, que a levou para o Conselho Tutelar. “O estado dela estava muito emocional, chorava muito, mas a gente acalmava, ela conversava, parava. Ela relatou cenas muito chocantes que ela sofria, o abuso”, relata a conselheira tutelar Maria Ferreira.

“Foi o pior caso que atendi aqui no Conselho Tutelar. Estou chocada e muito triste com tudo o que ela nos relatou”, completou.

Ainda de acordo com o site, exames feitos no Instituto Médico Legal (IML) apontaram lesões nas partes íntimas da menina. O casal foi localizado e preso.

A polícia informou que os abusos ocorriam há alguns meses e eram frequentes. Também foram encontradas fotos íntimas da menina e de uma irmã mais velha no celular da mãe. As imagens teriam sido encaminhadas ao namorado.

O casal está junto há cinco meses. A mulher tem seis filhos, sendo dois maiores de idade e os outros têm de 6 a 17 anos.

Casal vai responder pelos crimes de estupro de vulnerável e transmissão, prática de ato sexual na presença de criança, troca e divulgação de cena de nudez de criança. As penas previstas vão de 8 a 20 anos de prisão em regime fechado.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.