Mãe de Cristiano Araújo diz que apoio dos fãs a fortalece: ‘Mais aliviada’

Após a missa de um ano da morte de Cristiano Araújo e da namorada dele, Allana Moraes, a mãe do cantor, Zenaide Melo, declarou que o apoio dos fãs a ajuda a suportar a ausência do filho. “O carinho dos fãs faz uma corrente forte, se não fosse isso eu nem sei como estaria. A dor não passa, é como se fosse hoje a perda do meu filho, mas as mensagens me fortalece, me sinto mais aliviada”, disse.

Segundo a Polícia Militar, cerca de 5 mil pessoas compareceram à celebração, realizada na noite de quarta-feira (22), na Paróquia Nossa Senhora Assunção, em Goiânia. Apesar de o casal ter morrido em um acidente na madrugada de 24 de junho de 2015, os parentes anteciparam em dois dias a missa em homenagem aos jovens porque Cristiano gostava de ir à missa de quarta-feira.

Pai do sertanejo, João Reis se emocionou durante a celebração e agradeceu a todas as pessoas que estavam presentes na homenagem: “Obrigado por amarem o Cristiano como todos nós amamos. Obrigado por tudo”.

Os pais de Allana falaram sobre a morte do casal e a importância da fé para enfrentar as dificuldades. “Por trás de uma grande cruz tem sempre uma grande ressurreição, mas, para isso, é importante abraçar essa cruz com amor”, disse a mãe da estudante, Miriam Coelho Pinto Moraes.

Homenagens
Artistas e parentes de Cristiano cantaram em homenagem ao sertanejo durante a celebração. O primeiro a se apresentar foi o irmão dele, Felipe Araújo, que entoou a música “Noites Traiçoeiras”.

Em seguida, o cantor gospel João Marcelo se apresentou com a canção “O Cálice”. “Sou amigo do João Reis e aproximei o Cristiano do padre Marcos, que foi muito bom para o Cristiano. Eu tenho certeza que eles estão ressuscitados, então fico feliz de fazer parte dessa noite”, contou.

O cantor Gabriel Gava assumiu o microfone para cantar “Amo Até o Céu”, uma música que ele mesmo compôs em homenagem a Cristiano e Allana. A apresentação dele comoveu o público, que acompanhou a canção.

Cristiano Araújo e a namorada, a estudante Allana Moraes, Goiânia, Goiás (Foto: Arquivo Pessoal)

Cristiano Araújo e Allana Moraes morreram em acidente de carro há quase 1 ano (Foto: Arquivo Pessoal)

Também se apresentaram três cantores que integravam a equipe de Cristiano como backing vocals. Formado por Elias Souza, Wellington Brokrelen e Ademar Rocha, o trio cantou “És o Meu Refúgio”.

O diretor de comunicação do cantor, Rafael Vannucci, também assumiu o microfone para homenagear Cristiano e Allana. Emocionado, ele falou sobre a personalidade deles.

“A Allana chegava nos lugares sem que ninguém percebesse, mas só de estar ali ela trazia amor, carisma e simplicidade. Quando ela entrou na vida do Cristiano ela trouxe paz e tranquilidade para ele. O Cristiano tinha o dom de mudar a vida das pessoas que trabalhavam com ele sem fazer o menor esforço para que isso acontecesse. Todos falavam como nós [equipe] trabalhávamos felizes e tínhamos prazer de fazer o que fazíamos, tudo isso era por causa dele”, disse.

Pais de Cristiano Araújo e Allana Moraes participam de homenagem aos filhos, em Goiás (Foto: Vanessa Martins/G1)

Pais de Cristiano Araújo e Allana participam de homenagem aos filhos (Foto: Vanessa Martins/G1)

O grupo de quadrilha Chapéu do Vovô também prestou uma homenagem ao casal. Parte da apresentação conta com um trecho da música “Bará Berê”, de Cristiano Araújo.

“Desde o ano passado homenageamos música sertaneja na apresentação. Incluímos uma musica dele por sermos fãs e também porque ele fazia parte da nossa comunidade. É uma forma de deixar essa imagem do Cristiano extrovertido, alegre”, explicou o marcador do grupo, Valdeir Aguiar.

Todas as pessoas que prestaram homenagens ao casal durante a missa subiram ao palco para uma apresentação final. Coordenadas por Felipe Araújo, elas cantaram “Cê Que Sabe”, música que leva a frase “o que temos para hoje é saudade”.

Cerca de 5 mil pessoas acompanharam missa em homenagem a Cristiano e Allana Goiânia Goiás (Foto: Vanessa Martins/G1)

Cerca de 5 mil pessoas acompanharam missa em homenagem ao casal (Foto: Vanessa Martins/G1)

Acidente
O acidente que matou Cristiano Araújo e a namorada, Allana Moraes, de 19 anos, ocorreu na madrugada de 24 de junho de 2015, na BR-153, em Morrinhos, quando o sertanejo voltava para Goiânia após um show em Itumbiara, no sul do estado.

Além do casal, também estavam no veículo o motorista, Ronaldo Miranda, e o empresário Vitor Leonardo. Os dois últimos ficaram feridos, mas deixaram o hospital dias depois.

O motorista foi indiciado pela Policia Civil e, em seguida, denunciado pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) por duplo homicídio culposo. O processo segue em andamento na Comarca de Morrinhos, na região central de Goiás.

Capotamento aconteceu na BR-153, entre Goiatuba e Morrinhos, em Goiás (Foto: Divulgação/PRF)

Acidente que matou Cristiano e a namorada aconteceu na BR-153, em Morrinhos (Foto: Divulgação/PRF)

Fonte: G1 Goiás



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.