Má qualidade da água: deputado Vinícius Cirqueira denuncia falhas na distribuição da Saneago

Deputado estadual aguarda a adoção de medidas emergenciais da Saneago

Renato Dias

A água da Saneago distribuída para os bairros da Região Norte de Goiânia seria imprópria para o consumo humano. É o que denuncia o deputado estadual Vinícius Cirqueira [PROS]. No exercício do primeiro mandato, o parlamentar conta ter enviado um denso documento especial à empresa. O ex-vice-presidente da Câmara Municipal de Goiânia, eleito para o Palácio Alfredo Nasser, em 2018, apresenta relatos de água com cor amarelada ou marrom.

– A Saneago deve adotar medidas urgentes para equacionar o problema em parte da Capital.

O dirigente do PROS, que possui, hoje, a terceira maior bancada da Assembleia Legislativa, na atual legislatura, solicita ainda informações sobre os reais motivos do problema apresentado. Por coleta de amostras, informa ele. As acusações aparecem também nas redes sociais, explica. Na internet, a rede mundial de computadores, observa. A água que chega, em junho de 2019, na torneira do morador não é pura e incolor, atira o ‘enfant terrible’ da Base Aliada.

– Conjunto Itatiaia, Jardim Guanabara, Jaó e Santa Genoveva compõem, hoje, a lista.

Serviço de excelência

O deputado estadual Vinícius Cirqueira desabafa. “A população é prejudicada pela péssima qualidade do fornecimento de água potável para as tarefas mais importantes de suas rotinas como o banho, lavagem de roupas, preparo de refeições e higiene pessoal”, ataca. Estabelecimentos comerciais, industriais e prestadores de serviços sofrem prejuízos com a ineficiência e a ausência de excelência no serviço prestado pela empresa, insiste. Indignado.

– É fundamental, estratégico, saber as eventuais providências que serão adotadas para a solução dos problemas apresentados.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.