Luciana Gimenez quer Jorge Kajuru intimado no senado para lhe pagar indenização decidida pela justiça

Kajuru xingou Gimenez de “burra, idiota e vaga profisssa”. A indenização passa de R$ 100 mil com a correção monetária

O Jornal O Dia, via coluna da Fábia Oliveira, trouxe hoje, 13/06/, uma informação dando conta de que a apresentadora de TV, Luciana Gimenez, voltou a movimentar um antigo processo contra o hoje Senador, Jorge Kajuru (PSB-GO). Segundo o jornal, Kajuru nunca foi achado nos endereços que fornecia à justiça e por isso a apresentadora nunca pode receber a indenização decidida pela justiça, que hoje sem a devida correção monetária é de mais de R$ 80 mil. Agora como senador, Jorge Kajuru não tem mais como fugir de citações por dezenas de processos de difamação, calúnia e ataques à honra de muitas pessoas.

Em 2004, o jornalista sugeriu que a modelo era burra durante participação no programa “Boa Noite Brasil”, da Band, e foi processado. Em 2013, ao saber que foi derrotado na ação, ele chamou Luciana Gimenez de “vagaba profissa” e “idiota”, pelas redes sociais. Na época, a Justiça ordenou a penhora dos bens dele para pagar indenização de R$ 80 mil a Gimenez.

Veja a matéria de hoje no Jornal O Dia!

A guerra judicial entre o senador Jorge Kajuru e a apresentadora Luciana Gimenez segue mais firme do que possa imaginar. Através do advogado das estrelas, Sylvio Guerra, a apresentadora movimentou seu antigo processo e deu entrada em uma Certidão de Crédito expedida pelo juíz da 18ª Vara Cível do Rio, para cobrar R$ 80.112,21 de Kajuru, que será intimado no seu gabinete no senado federal. Em 2004, no extinto ‘Boa Noite Brasil’, da Band, Kajuru disse que “Xuxa era menos burra que Luciana Gimenez”. Ele ainda chamou Luciana de “má colega”. Por isso, ele foi condenado pela 18ª Vara Cível do Rio, a indenizar a apresentadora da RedeTv! por danos morais, em 2005. Mas até hoje Luciana não recebeu porque Kajuru nunca era encontrado nos endereços que fornecia à Justiça. Agora, com endereço fixo no senado federal, Sylvio Guerra espera que o oficial de justiça consiga intimá-lo no seu gabinete.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.