Justiça suspende show de Wesley Safadão em Caruaru

Folhapress – O juiz José Fernando Santos de Souza, da 2ª vara da comarca de Caruaru, concedeu liminar nesta quarta-feira (22) suspendendo o show do cantor Wesley Safadão no São João da cidade pernambucana.

A liminar é resultado de uma ação popular movida pelos advogados Dimitre Bezerra, Marcelo Rodrigues e Ewerton Bezerra na última segunda-feira (20). Caso descumpra a decisão, a prefeitura de Caruaru terá que arcar com uma multa diária de R$ 100 mil.

Na decisão, o juiz ainda determina que a prefeitura não efetue qualquer pagamento à produtora do artista até que o mérito da ação seja julgado. A prefeitura informa que vai recorrer da decisão.

A contratação foi feita num momento em que a prefeitura enfrenta crise financeira, tem gasto com pessoal acima do limite e está em estado de emergência por causa da seca.

O valor do cachê é 85% maior do pago pela prefeitura pelo mesmo artista na festa junina do ano passado.

Revelado pela banda Garota Safada, Wesley Safadão é atualmente um dos artistas de maior sucesso do país com músicas como “Aquele 1%” e “Camarote”.

Neste mês de junho, Safadão tem 30 shows programados em 13 Estados. Nos dias 24, 25 e 26 fará dois shows por dia em cidades da Bahia, Pernambuco e Paraíba.

Além dos R$ 575 mil destinados ao cantor, a prefeitura de Caruaru gastará outros R$ 3,5 milhões com a contratação de artistas para o São João. O custo total da festa é de R$ 13 milhões.

Na segunda-feira (20), os gastos com cachês foram questionados pelo Ministério Público Federal, pelo Ministério Público do Estado de Pernambuco e pelo Ministério Público de Contas.

OUTRO LADO

Em nota, a Fundação de Cultura de Caruaru informou que recorrerá da decisão para que a ausência de Wesley Safadão “não cause um dano irreparável à economia de Caruaru e região”.

“O entendimento do governo municipal é de que não há irregularidade ou discrepância na contratação efetuada com o artista. Por esta razão, embora não tenha sido ouvida pela Justiça, usará todos os meios legais para garantir a apresentação do cantor”, disse.

A Luan Produções, responsável por comercializar os shows de Safadão, informa que não foi notificada sobre o cancelamento e o show está mantido.

Em nota, assinada pelos diretores, a empresa ainda informa que o cachê está dentro do valor de mercado dos shows de Safadão.

Os diretores ainda informam que o show na cidade de Campina Grande, previsto para 1º de julho, não está fechado e por isso o valor do cachê ainda não foi acertado.

A prefeitura de Campina Grande informou que pagará R$ 195 mil, acrescido de R$ 100 mil de um patrocinador, pelo show de Safadão.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.