Juiz Bretas diz que Lindbergh incita violência às vésperas do julgamento de Lula

O juiz federal Marcelo Bretas, responsável pelos processos da Lava-Jato no Rio, criticou o senador Lindbergh Farias (PT) por, em sua visão, “conclamar grupos de pessoas para atos de violência”. O magistrado fez o comentário em seu perfil no twitter, ao compartilhar um vídeo publicado pelo petista nas redes sociais.

Na semana que antecede o julgamento do recurso do ex-presidente Lula no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) contra sua condenação do caso do tríplex no Guarujá, petistas vêm endurecendo o discurso contra o que consideram uma perseguição da Justiça ao líder petista. A senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, chegou a afirmar ao site “Poder 360”, na terça-feira, que seria preciso “matar gente” para que Lula fosse preso, duvidando que o ex-presidente vá para a cadeia.

Agora, Lindbergh disse que a esquerda tem de estar “mais preparada para o enfrentamento, para as lutas de rua”. Veja o comentário do juiz Bretas sobre estas declarações:

Procurado, o senador Lindbergh negou ter defendido violência e disse que Bretas “entrou no embate político”, usando as palavras do magistrado para criticá-lo.

– Fiz uma declaração política. O que não é padrão no estado democrático de Direito, como ele escreveu, é um juiz falar fora dos autos. Ele entrou no embate político, não cabe a um juiz. Em nenhum momento eu falei sobre atos violentos. O que defendo é que a esquerda não deve mesmo aceitar uma eventual nova condenação do Lula, porque ele foi condenado sem provas. É lutar, ir para manifestações – disse o senador.

Abaixo, a íntegra do vídeo em que Lindbergh concorda com Gleisi e convoca a esquerda a enfrentar o que considera um golpe:

Fonte: O Globo



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.