A Deam (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher) de Formosa concluiu nesta segunda-feira (13/08) o inquérito policial sobre uma agressão praticada por um homem de 26 anos contra sua ex-companheira, de 22 anos. Segundo as investigações, durante a madrugada do dia 08 de julho deste ano ele invadiu a casa e deparou-se com ela e o atual namorado. “Ao vê-la com outro homem, o agressor fez ameaças de morte, quebrou diversos objetos e eletroeletrônicos da casa e entrou em luta corporal com o atual namorado dela, de 27 anos”, contou a delegada Fernanda Lima.

Ainda não satisfeito com todos os crimes então praticados, o autor retornou à residência da vítima horas depois, tendo encontrado o local desocupado, já que a vítima teria ido pra outro lugar, com medo dele. Sozinho na casa, ele ateou fogo ao imóvel. O incêndio foi extinto pelo Corpo de Bombeiros Militar, que também realizou perícia no local e constatou que as chamas teriam sido provocadas por ação humana, a partir do colchão do quarto. Após provocar o incêndio, o autor fugiu do local.

Durante as diligências policiais, foram colhidos depoimentos da vítima e das testemunhas e também realizada perícia criminal pela Polícia Técnico-Cientifica. O inquérito comprovou a ação violenta do autor, que já respondeu a um procedimento policial de violência doméstica na DEAM/Formosa, em abril deste ano. Em seu interrogatório, o autor confirmou ter incendiado a residência da vítima. “Ele foi indiciado pela prática dos crimes de ameaça, invasão de domicílio, dano e incêndio, e, se condenado, poderá pegar pena de até nove anos de prisão, além de pagar multa”, explicou a delegada.

Ao final do procedimento, Fernanda elogiou a atuação do perito criminal Waldir Oliveira, do médico legista Ronney Machado e dos policiais civis Arllena Muniz, Carlos Raphael, Kenny Patrick, Ronielli Alves e Washington Pereira.

Fonte: Polícia Civil