Jornalista que tenta atacar a Lava Jato é marido de deputado do PSOL

Muitas ‘estranhas coincidências’ vieram à tona novamente no domingo quando o site The Intercept divulgou conversas de procuradores da Lava Jato, obtidas ilegalmente.

Além de não trazerem de fato nada com potencial incriminatório, as conversam só relatam o comprometimento dos membros da força-tarefa da Lava Jato com um brasil livre da corrupção.

Mas então qual seria o motivo de fazerem tanto estardalhaço com uma informação colhida de maneira ilegal? É preciso lembrar que o dono do site Intercept é o jornalista americano Glenn Greenwald, marido de David Miranda, do PSOL. Miranda foi o suplente mais sortudo de todos os tempos, pois sem votação expressiva assumiu a cadeira de Jean Wyllys na Câmara dos Deputados.

na época, conforme noticiado pelo República de Curitiba, após um pedido do senador José Medeiros, uma investigação foi aberta para apurar uma possível venda de mandato.

Além disso, o marido de Greenwald, David Miranda, já foi acusado pela Scotland Yard de terrorismo e espionagem.

Fonte: República de Curitiba




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.