João de Deus é indiciado por violação sexual mediante fraude

A Polícia Civil (PC) de Goiás indiciou, nesta quinta-feira (20), o médium João de Deus pelo crime de violação sexual mediante fraude cometida contra uma mulher que buscou atendimento espiritual na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, no interior do Estado. Ele nega os crimes.

O crime aconteceu em 24 de outubro deste ano, e é o mais recente. Na denúncia, a vítima, de 40 anos, afirma que, quando notou o pênis de João de Deus para fora da calça, disse ao médium que tinha reparado o membro exposto. Em seguida, ele interrompeu a sessão. Ainda conforme a vítima, o médium pediu a ela que não contasse sobre o atendimento. Com informações do G1.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.