Injustiça sendo corrigida: inocência de Sebastião Peixoto na presidência do IMAS está sendo provada

A injustiça é corrigida quando o médico que tentou desviar dinheiro do IMAS inocenta o ex-presidente Sebastião Peixoto

Passado o estardalhaço utilizando covardemente o despreparo da mídia, uma grande injustiça está sendo corrigida ainda que aos poucos em Goiânia. Os fatos reais, a investigação séria, a análise honesta dos acontecimentos dentro da Operação Fatura Final do Ministério Público de Goiás estão demonstrando de forma muito clara a completa inocência do advogado Sebastião Peixoto, ex-presidente do IMAS em Goiânia, que chegou a ser preso no dia 21 de fevereiro de 2019.

Sebastião Peixoto é um advogado e empresário de destaque em Goiás, cuja história no estado passa obrigatoriamente pelo esporte, já que foi por várias oportunidades diretor do Atlético Clube Goianiense onde ocupou os cargos de diretor de futebol, vice-presidência, patrimônio e outros. Na política, Tião Peixoto sempre foi um dos apoiadores de primeira hora de todos os projetos envolvendo Iris Rezende (MDB)

Sebastião Peixoto é inocente

Nenhuma prova de corrupção foi apresentada contra Sebastião Peixoto. No inicio do mês de abril, a Justiça devolveu o processo ao MP. Os promotores colocaram na peça uma nova denúncia, acusaram Sebastião de comandar uma organização criminosa. Mas aí ficou uma pergunta no ar: organização criminosa que foi combatida pelo próprio Sebastião Peixoto?

Tião Peixoto combate a corrupção no IMAS

Ao descobrir que o médico Carlos Henrique Duarte Bahia, ex-diretor do Imas, havia tentado desviar dinheiro público no Instituto, Sebastião o demitiu, levou o caso ao Ministério Público e cancelou o pagamento de todas as notas. Não houve pagamento de absolutamente nada. Apesar da megaoperação montada pelo Ministério ter gasto quase R$ 100 mil, nada foi encontrado que pudesse incriminar o então presidente do IMAS, Sebastião Peixoto.

Carta inocenta Sebastião Peixoto

A acusação de que Sebastião Peixoto chefiava uma organização criminosa dentro do Imas caiu por terra quando chegou ao conhecimento da imprensa a carta escrita e registrada em cartório pelo médico Carlos Henrique Duarte Bahia, único culpado pela tentativa de desvio de dinheiro no Instituto de Assistência a Saúde e Social dos Servidores Municipais de Goiânia (Imas).

Na carta o médico mostra toda a sua culpa na tentativa de fraude e diz que Sebastião Peixoto e os outros envolvidos no caso não sabiam de absolutamente nada. O que vem ao encontro do depoimento que ele mesmo prestou ao MP quando foi preso. Todavia, o Ministério Público preferiu ignorar o depoimento do culpado.

A defesa de Tião Peixoto mostra que a denuncia foi oferecida e recebida sem um fato concreto.

Veja a nota:

A defesa de Sebastião Peixoto sempre teve a plena convicção de que ele é inocente. A denúncia foi oferecida e recebida sem qualquer fato concreto, mínimo que seja, de que Sebastião tenha praticado ou mesmo compactuado com ato criminoso.
O Ministério Público ao oferecer a denúncia, desconsiderou elementos dos autos de investigação que inocentam Sebastião.
Insista-se, Sebastião é homem de bem! Quando se deparou com a informação de indícios de fraude no IMAS, suspendeu todos os pagamentos. Tanto que nunca foi pago nenhum centavo, não havendo que se falar em qualquer prejuízo aos cofres públicos.
A defesa espera que depois de todas as medidas que foram impostas à Sebastião indevidamente, seja feita Justiça, absolvendo-o sumariamente.

Romero Ferraz Filho e Luís Alexandre Rassi

Veja a Carta que inocenta Tião Peixoto!

Com informações do Goiás24Horas




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.