Homem mata tio agiota por causa de divida de R$ 150 mil

Depois de pela segunda vez não se entregar à polícia pelo assassinato de Oswaldo Foglia Júnior, de 43 anos, Miguel Arcanjo Camilo Junior é considerado foragido da Justiça e seu pedido de prisão temporário já foi expedido pela Justiça, segundo o delegado Tiago Macedo da 4º Delegacia de Polícia Civil.

Macedo disse que após a defesa descumprir o acordo até a fronteira foi avisada sobre o mandado para prender Miguel, que agora é procurado pela polícia. Na última sexta-feira (19), o acusado não compareceu a delegacia depois de fechar um acordo para se entregar.

Informações passadas anteriormente pela defesa seria que Miguel estava em estado de choque, e como sofre de transtornos psicológicos a família estaria tentando interná-lo. O crime teria acontecido por causa de uma dívida entre os dois, n o dia 16 deste mês, no Jardim São Lourenço.

A dívida do autor seria de R$ 150 mil e no dia do crime, Oswaldo teria procurado o sobrinho por diversas vezes para receber R$ 50 mil. Para o advogado, o homem disse que estava sendo ameaçado há dois meses e que no dia 16, o tio teria ameaçado matar ele e seu filho.

No momento do assassinato, Oswaldo teria ido até a conveniência e teria dito ao sobrinho que estava com um facão no carro e que iria matá-lo. Momento em que armado com uma pistola o autor atirou por três vezes contra o agiota que morreu no local.Em seguida, o sobrinho fugiu em um Camaro amarelo que foi encontrado abandonado na manhã desta quarta (17), no bairro Cristo Redentor. O advogado disse que todas as provas e gravações das ameaças serão apresentadas a delegacia.

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.