Homem mata ex-mulher e se suicida na frente do filho de 1 ano

Uma mulher foi vítima de feminicídio na própria casa, na quadra 17 do Paranoá, na manhã deste domingo (31). Não aceitando o fim do relacionamento, Matheus Cardoso Galheno, 22 anos, matou Isabella Borges Oliveira, 25 anos, com um tiro no olho e, logo em seguida, cometeu suicídio. O crime ocorreu na frente de um dos gêmeos do casal, de apenas um ano de idade. O caso é investigado pela 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá).

Por volta das 9h30, a Policia Militar do DF foi acionada para atender o caso. Ao chegar na casa da mulher, a equipe já encontrou a vítima e o suspeito com tiros na cabeça e solicitou socorro do Corpo de Bombeiros. Segundo o CBMDF, a mulher já estava sem sinais vitais quando o socorro chegou. O autor, no entanto, chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital Regional do Paranoá (HRPa). Ele, porém, não resistiu e veio a óbito às 10h40.

Segundo a delegada-chefe da 6ª DP, Jane Klebia, os dois ficaram juntos por cerca de dois anos, mas já estavam separados há mais de um mês. Um dos principais motivos para o término, de acordo com a investigadora, foi a forma violenta como Matheus tratava os filhos do casal, inclusive com agressões.

“Depois do nascimento dos filhos, ele passou a se irritar muito com as crianças e batia nelas por coisas comuns, como quando os bebês choravam, por exemplo. E ela começou a se irritar com isso, até uma última vez que ele bateu no bebê que deixou um vergão, deixou inchada a mão da criança. Ainda na hora, então, ela brigou com ele e resolveu que iria se separar”, relatou a delegada.

Inconformado com o novo namorado

De acordo com Jane Klebia, apesar da separação, ambos ainda se viam com frequência. “Eles se separaram, mas continuaram com uma rotina de casal. Ele a deixava no estágio, ficava com os filhos, depois a buscava. Mantinham uma rotina de família mesmo”, disse. No entanto, na última semana, as coisas mudaram após Matheus descobrir que Isabella estava em um novo relacionamento.

“Na quinta (28), quando foi buscá-la no trabalho,  se deparou com ela com outro homem e passou a filmar. Logo depois, ele mandou esses vídeos para a irmã mais velha da vítima- que ela trava como se fosse a mãe, que morreu há seis anos. Nesses vídeos, ele aparece reclamando, xingando muito”, contou. “Na sexta (29), a Isabella levou o novo namorado para conhecer a família e provavelmente ele tomou conhecimento desses fatos. Então, foi lá na casa dela hoje dizendo que queria tentar conversar”, narrou a delegada.

Chegando no local, porém, Matheus ameaçou familiares de Isabella e logo apontou a arma para a ex-mulher. “Passado um tempo que ele chegou, ela grita para a irmã: ‘Rosana, ele vai me matar na frente dos meus filhos’ e logo colocou uma das crianças no colo. Ele, então, mandou que tirassem as crianças da sala. Nisso, o irmão dela veio e também foi ameaçado por ele: ‘se afasta se não eu mato você também’. Então, o irmão voltou e foi chamar a polícia e outros familiares. Quando a Rosana saiu da sala com uma das crianças, ela ouviu dois disparos”, disse Jane. “Quando os outros parentes chegaram, já encontraram-na morta em um sofá, ele agonizando no outro e uma criança no chão perto dela”, completou a delegada.

Fonte: Jornal de Brasília




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.