Governo Caiado vai atrasar pagamento de salários. Previsão de Jeovalter Correia desorienta o governo

O Governo Caiado não terá dinheiro para pagar a folha de pagamento em alguns meses.

A previsão de um dos melhores técnicos em finanças e administração pública da história de Goiás quanto ao Governo de Ronaldo Caiado tirou o sono do governador e de seus principais auxiliares desde o último final de semana. Jeovalter Correia é reconhecido como uma autoridade no assunto finanças públicas. O homem tem experiências vencedoras no governo de Goiás e na Prefeitura de Goiânia onde foi secretário de finanças de Iris Rezende, além de ser auditor fiscal de carreira no estado de Goiás, o que lhe garante conhecer como poucos a realidade financeira e econômica do governo. Jeovalter sempre sabe o que fala quando o assunto é finanças públicas.

Jeovalter mostrou que a incompetência da equipe econômica do Governador Ronaldo Caiado fez com que o estado perdesse cinco meses da sua administração. Neste período o governo não conseguiu ajuda do Governo Federal como era o sonho do governador, e sequer deu conta de ajustar as contas do estado. A tal reforma administrativa que Caiado mandou para a Assembleia Legislativa se mostrou como um fracasso. Na verdade a reforma administrativa de Caiado não passa de uma reforma Fake, conforme a oposição na Alego já provou ao mostrar que a economia real com tal reforma só chega a 1%.

O resultado é a tragédia que se apresenta: vai faltar dinheiro para a folha de pagamento do funcionalismo em Goiás, conforme prevê o experiente administrador público. E mesmo que Goiás consiga buscar algum dinheiro emprestado com o aval da União, é certo que a situação fiscal do estado está fora de controle. Jeovalter ainda destacou numa postagem do Twitter que o próprio governador é culpado do desastre de sua administração ao dar prioridade ao discurso derrotista de colocar a culpa de tudo nos governos anteriores. Tempos terríveis para quem é funcionário público em Goiás é o que se apresenta por agora.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.