Garoto espanca a própria avó após ser proibido de jogar ‘Free Fire’

A avó do garoto de 14 anos apavorada após ver as notícias do massacre na escola em Suzano-SP, tentou proibir o jovem de jogar o jogo FREE FIRE, após tomar o celular do adolescente o mesmo surtou e a agrediu.

A idosa foi socorrida pelos parentes e levada até o hospital municipal da cidade, ela disse que vai proibir de vez que o neto continue jogando o jogo.

“Influência sim, depois que ele começou a jogar esse jogo ele ficou violento e não que fazer outra coisa, nem estudar ele quer”.

Os assassinos Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Henrique de Castro que mataram nesta quarta-feira (13) oito pessoas em Suzano (SP) eram ex-alunos da Escola Estadual Raul Brasil, alvo do ataque, disse o secretário de Segurança Pública de São Paulo, João Camilo Pires de Campos.

De acordo com ele, os cinco alunos assassinados tinham entre 15 e 17 anos de idade. Também foram mortos duas funcionárias do colégio e o proprietário de uma loja próximo ao local.

Jogos violentos e aparelhos de celulares foram apreendido na casa de Luiz Henrique um dos assassinos do massacre da Escola.

Especialista pede que pais acompanhem de perto jogos desse tipo. Em alguns países jogos violentos já foram banidos e proibido a venda.

O caso da avó que foi espancada ao proibir o neto de jogar Free Fire, aconteceu em Alto das Araras, interior do Tocantins.

Fonte: Baixada Viva Notícias




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.