Ex-vereador de Matrinchã e outros dois são presos suspeitos de homicídio

Polícia Civil, por meio das Delegacias de Itapirapuã e Cidade de Goiás, cumpriram, na terça-feira 16, mandado de prisão preventiva em desfavor de João Eurípedes de Faria, Hélio Ferreira de Matos e Lucas Francisco de Oliveira, indiciados pela autoria de homicídio qualificado em desfavor de Clayton Silvio Marques Borges. A vítima foi morta em sua propriedade rural, em Matrinchã, no dia 31 de março do ano passado.

As investigações apontam que João Eurípedes, Cabo reformado da Polícia Militar e ex-vereador da cidade de Matrinchã, teria contratado Hélio Ferreira e Lucas Francisco para praticar o crime, pelo qual receberiam a quantia de R$ 10.000,00 (dez mil reais).

A prisão de João Eurípedes teve o apoio operacional da PM local. O investigado foi recolhido no Presídio Militar em Goiânia. Os demais presos foram recolhidos em presídios da região, todos à disposição do Poder Judiciário.

As investigações continuam a fim de confirmar as suspeitas a respeito da motivação do homicídio, bem como sobre o envolvimento de outras pessoas no caso. As informações são da Polícia Civil.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.