Ex-chefe de inteligência militar da Venezuela acusa Nicolás Maduro de pagar por sacrifícios religiosos em Cuba

Hugo Carvajal afirma em carta aberta que Maduro pagou 500 mil dólares por sacrifícios religiosos em Cuba

Hugo Carvajal, ex-chefe de inteligência e contrainteligência militar, disse em uma carta aberta aos venezuelanos que nunca foi demitido de seu cargo público por Nicolás Maduro. Ele disse que deixou o governo “por nunca ter permitido que os cubanos entrassem no Dgcim”

Hugo Carvajal retomou a caneta para escrever uma carta aberta, desta vez para responder a uma série de “barbaridades” de Nicolas Maduro com um “alto nível de falsidade” em uma entrevista que o presidente da Venezuela deu em seu país com o objetivo de esconder muitas verdades.

O homem-chave em inteligência e contra-inteligência militar por quase uma década na Venezuela questionou a tão propagada fé cristã Nicolas Maduro. Ele apontou que Maduro “é um seguidor de qualquer crença que cruze sua mente”. “Você é um devoto da Santeria, seguidor de Sai Baba”, disse Carvajal, acrescentando que Carlos Osorio é o seu “padrinho da Santeria”.

Sacrifícios religiosos de Maduro

“Você também deve saber que os seus sacrifícios religiosos em Cuba foram pagos pelo seu ministro das Finanças, em pelo menos uma oportunidade que você enviou uma pasta com $ 500.000 em dinheiro para Havana num avião Pdvsa”, disse.

Santeria é uma religião da nação Yoruba da Nigéria, na África Ocidental que chegou à Cuba através dos escravos que foram levados para trabalhar nas plantações de açúcar. Esses escravos trouxeram as suas tradições espirituais com eles, e quando forçados pelos donos a converter-se ao catolicismo, engenhosamente esconderam os seus segredos religiosos dentro do imaginário dos Santos Católicos dos seus donos. Santeria, também conhecido como o “caminho dos Santos,” é o termo aplicado aos escravos, que adoravam os seus Santos “primitivos” em detrimento dos Santos Católicos. 

Sai Baba

Era um guru, líder espiritual, místico, filantropo e educador, considerado por muitos como um avatar (encarnaçãona forma humana de um ser divino). Ele próprio dizia ser a reencarnação de Shirdi Sai Baba, um religioso eclético indiano do século XIX venerado tanto por hindus quanto por muçulmanos. Também dizia que, futuramente, seria Prema Sai Baba, quando o planeta Terra viveria em um mundo de paz.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.