EFE – O assessor de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton, reiterou nesta terça-feira que os Estados Unidos mantêm “todas as opções sobre a mesa” diante das crescentes tensões na Venezuela, e advertiu à Rússia para que não “intervenha” no país para manter no poder o presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

“Acreditamos que os cubanos desempenharam um papel muito importante hoje para manter Maduro no poder, possivelmente com a ajuda dos russos (…). Quando as vidas dos venezuelanos estão em jogo, esperamos que a Rússia não intervenha”, disse Bolton em declarações aos jornalistas na Casa Branca.