Escândalo no futebol da Espanha. Várias prisões em investigação de manipulação de resultados

As fraudes no Campeonato Espanhol teriam acontecido na primeira e na segunda divisão para favorecer apostadores

A máfia das apostas volta a assombrar o futebol europeu com a descoberta de venda de atletas para a manipulação de resultados em uma competição das mais caras do mundo. A Polícia Nacional da Espanha realiza, nesta terça-feira 28, uma operação contra a suposta manipulação de resultados em partidas da primeira e segunda divisão do Campeonato Espanhol para obter benefícios em apostas, e, entre as prisões, há atletas aposentados e em atividade. Os pagamentos para a garantia das fraudes eram feitos em duas parcelas. Uma antes dos jogos e outra depois dos resultados acertados.

Segundo fontes, entre os detidos estão alguns ex-atletas, como Raúl Bravo (ex-Real Madrid); Borja Fernández (que defendeu na última temporada o Real Valladolid, clube que pertence brasileiro Ronaldo Fenômeno, e anunciou sua aposentadoria); e Carlos Aranda.

Também foram detidos Agustín Lasaosa, presidente do Huesca, e Juan Carlos Galindo Lanuza, chefe do departamento médico do clube, rebaixado no último Campeonato Espanhol.

Segundo a imprensa inglesa, o meia-atacante Samuel Sáiz, atleta espanhol do Leeds United que está emprestado ao Getafe, também foi preso nesta terça-feira.

Com informações da Veja e El País




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.