Em Manaus, aluno faz ameaça e menção a massacre e causa pânico no IEA

A polícia foi acionada para o Instituto de Educação do Amazonas (IEA), localizado na avenida Ramos Ferreira, no Centro de Manaus, na manhã desta quinta-feira (14), após um aluno do segundo ano do ensino médio fazer ameaças a outros alunos por meio de um grupo de WhatsApp. A ameaça gerou medo e desespero nos outros estudantes que foram liberados mediante a presença dos pais.

Conforme a polícia, dois estudantes sendo um de 20 anos e o outro de 17 anos foram levados à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai).

Segundo o tenente Ribeiro, da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) as ameaças divulgadas por meio de redes sociais gerou pânico entre os alunos.

“Tivemos essa ocorrência, mas foi finalizada após encaminharmos os jovens para a delegacia. Um deles estava fazendo terror com seus colegas, dizendo que iria fazer a mesma coisa que aconteceu em São Paulo. Quando foi questionado por nós, disse que era apenas uma brincadeira. No entanto, acabamos o conduzindo para a delegacia, acompanhando do Conselho Tutelar e representantes da escola”, explicou.

A Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino do Amazonas informou que deve se pronunciar sobre o caso.

Fonte: Portal do Holanda




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.