Eleições 2018: Duas pessoas são presas por boca de urna em Goiás

Pessoas presas em Goiânia durante as eleições estão sendo encaminhadas para o 1º DP da capital, no Setor Central. Na unidade, estão sendo lavrados apenas Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO). Nos casos de crimes eleitorais, o preso é levado para a sede da Polícia Federal.

Segundo o delegado Anderson Pimentel, gerente de planejamento operacional da Polícia Civil, até as 10h30, uma pessoa foi detida em Goiânia e outra em Aparecida de Goiânia, ambas por boca de urna.

Elas assinaram um TCO e passaram por audiência logo em seguida. Em todas as cidades do estado, conforme Pimentel, foram montados pequenos juizados para acelerar o andamento dos processos. Em Goiânia, existem três juízes e dois promotores de Justiça de plantão para esses casos.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.