Douglas voltou para a escola em busca da namorada e acabou morto no massacre de Suzano, diz família

O estudante Douglas Murilo Celestino, de 16 anos, conseguiu sair da escola durante o massacre em Suzano (SP) que deixou dez mortos nesta quarta-feira (13), mas voltou para ajudar a namorada Adna Bezerra, também de 16 anos. Familiares contaram a tentativa de oferecer ajuda durante o velório nesta quinta-feira (14).

Os parentes, porém, preferiram não gravar entrevista.

Douglas chegou a ser socorrido ao Hospital Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes, mas não resistiu. O corpo dele está sendo velado em uma igreja, no Parque Maria Helena, em Suzano. Participaram familiares, amigos e curiosos.

Adna está internada na UTI do Hospital das Clínicas em São Paulo. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, seu estado é estável.

A deputada federal Katia Sastre (PR-SP) foi ao local para confortar a família. Ela disse que esteve antes no velório coletivo.

“É revoltante. Precisamos de medidas urgentes. Isso foi uma brutalidade. A escola é referência no município. O que a gente precisa melhorar é a segurança que está precária.” Com informações do G1.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.