Crime de ódio esquecido pela mídia! Militante LGBT petista mata idoso de 75 anos

Preste muita atenção nos detalhes da notícia a seguir:

Um idoso de 74 anos, identificado como Nery Onofre Rodrigues, foi morto a facadas por um vizinho em Rio das Ostras, na Região dos Lagos, na manhã desta terça-feira, 13/05. A vítima tinha comprar remédios quando foi surpreendida pelo agressor, que o atacou. O suspeito, Jefferson Carvalhaes, foi preso e prestou depoimento na 128ª DP (Rio das Ostras). Nery era aposentado da prefeitura local.
O inspetor da Polícia Civil, Cláudio Oliveira, diz que a equipe responsável pela investigação está apurando novas informações sobre o caso.

Confira o texto crítico publicado pelo Jornal Jornal da Cidade On Line e assinado por Frederico Rodrigues!

Um idoso de 75 anos foi morto à facadas quando ia à farmácia comprar seus remédios. O crime foi cometido por um militante lgbt, de esquerda e, segundo o próprio, filiado ao PT. Preste bastante atenção à descrição acima, ela explica inequivocadamente porque este crime não receberá atenção da grande mídia.

Não haverá matéria especial no Fantástico, não haverão dezenas de posts sincronizados com o mesmo título nas redes sociais, não haverão passeatas de repúdio à intolerância e nem artistas pedindo paz. Não há nada nesse crime que os abutres esquerdistas da mídia possam aproveitar para promover seus interesses.

1. O crime foi cometido com uma faca, logo não poderão culpar as armas de fogo e pedir desarmamento.

2. O crime foi cometido por um militante lgbt, logo não poderão falar sobre a homofobia na sociedade.

3. A vítima não era negra, logo não poderão culpar o racismo.

4. O assassino é um militante de esquerda, logo não poderão alardear o grandioso perigo da “extrema-direita” intolerante.

5. O crime não foi cometido por policiais, logo não poderão culpar a opressão policial.

A vítima, Nery Onofre Rodrigues, era simplesmente um senhor de 75 anos que saiu de casa para comprar seus remédios. Seu erro imperdoável foi ter uma opinião política diferente do militante de esquerda que o matou. Para a grande mídia, sua morte não merece atenção.

O idoso estava no lado errado. O lado que não importa. O lado que é atacado e taxado de violento 24hs por dia pelo sistema de desinformação esquerdista. O lado que é censurado, expulso de faculdades, cuspido nas ruas, empurrado embaixo de carros e esfaqueado até a morte. Segundo a grande mídia, o lado atacado é o intolerante e o lado que ataca é a vítima. Tudo dentro dos planos deles. Querem calar os conservadores pelo medo.

Ao taxar conservadores como racistas, homofóbicos, intolerantes, fascistas etc… o sistema esquerdista tem apenas um propósito: justificar a violência que irão usar para calar quem discorde da esquerda.

(Texto de Frederico Rodrigues)




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.