Corpo de Bombeiros Militar de Goiás tem novo quartel operacional em Goiânia

O governador Marconi Perillo inaugurou nesta segunda-feira, dia 22, em Goiânia, o novo quartel operacional que abrigará o Comando Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO). A nova estrutura se insere no contexto da política de reaparelhamento e modernização da corporação, que passa a contar com novos equipamentos, possibilitando mais eficiência inclusive no pronto atendimento das ocorrências.

Na solenidade de inauguração, que contou as presenças do presidente do Tribunal de Justiça, Gilberto Marques Filho, do vice-governador José Eliton, do secretário de Segurança Pública, Ricardo Balestreri, de deputados estaduais e autoridades dos diversos órgãos de segurança pública, o governador destacou os investimentos realizados no Corpo de Bombeiros Militar de 2011 para cá. “Foram adquiridas 367 viaturas e 72 caminhões”, assinalou, ao acrescentar que os bombeiros de Goiás estão entre os de melhor remuneração no País e, por isso, têm correspondido aos incentivos, ao apoio dado pelo governo.

Ele ressaltou ainda que, nos dois primeiros mandatos, foram adquiridas 160 viaturas e, nos últimos anos, vultosos recursos foram aplicados no aparelhamento da corporação, que está entre as três melhores equipadas do Brasil, segundo informações de seu comandante-geral, Carlos Helbingen Júnior.

O governador também destacou que, em 1999, o Corpo de Bombeiros Militar contava com um quadro de pessoal formado por 970 homens, hoje são mais de 3 mil. “Triplicamos o efetivo da corporação”, enfatizou, acrescentando que os bombeiros atuam com “dedicação, honestidade, ética e responsabilidade”, por isso gozam de credibilidade e são tão queridos pela população.

O novo quartel, na Rua C-206, esquina com a Rua C-231, Jardim América, em Goiânia, conta também com um veículo auto bomba de combate a incêndio, uma unidade de resgate e uma nova auto escada, ideal para resgate e combate a incêndios em altura, além de salas de aula e de administração. O prédio passa a abrigar, além do Comando Geral, as seções do Estado Maior Geral, o Comando de Gestão e Finanças (CGF) e uma unidade operacional.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.