Conselho Estadual da Mulher completa 20 anos de história

Conem faz 20 anos

Ato arrecadará recursos para o Cevam

Goiás é o segundo no ranking nacional em violência contra as mulheres

Renato Dias

O Conselho Estadual da Mulher completará 20 anos de história na terça-feira, 16. O Conem fará um ato, no próximo dia 27 de abril, às 12h, no Cerrado Restaurante. Com uma feijoada tradicional e arrecadação de recursos para o Centro de Valorização da Mulher. O Cevam foi criado pela jornalista Consuelo Nasser. Há exatos 38 anos. É o que informa a historiadora, mestre em Ciências da Religião e presidente do Conem, Ana Rita Marcelo Castro.

– Os ingressos podem ser adquiridos na sede do Cevam. A sede está instalada à Avenida Anhanguera, número 3463, setor Leste Universitário, em Goiânia. [62] 9 – 9977 – 67 55.

A pesquisadora, ativista, feminista, insubmissa, uma mulher bela, cult & gauche, lembra que o Estado de Goiás aparece, no Atlas da Violência, em Estatísticas Oficiais do Sistema Nacional de Segurança Pública, como o segundo no ranking, de 27 unidades da Federação, em índices de feminicídios. Feminicídio é a morte em função do gênero. As ações que exigem medidas protetivas crescem, apesar de o Estado não garantir a proteção da mulher, denuncia ela.

Violência de gênero

– A ausência do Estado favorece a violência de gênero, a misoginia, o racismo, a homofobia, a violação dos direitos humanos e a desigualdade de oportunidades entre homens e mulheres.

Crítica, Ana Rita Castro diz condenar a Reforma da Previdência. O Projeto de Emenda Constitucional [PEC] enviado ao Congresso Nacional, pelo presidente da República, Jair Messias Bolsonaro. A medida irá ampliar o tempo de contribuição e a idade mínima para a aposentadoria das mulheres, assim como destruirá direitos históricos das trabalhadoras rurais, dispara. A professora de História, de linhagem materialista e dialética, condena as mudanças trabalhistas.

– Um retrocesso.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.